Podemos dizer que o mundo era um antes do Google e é outro depois dele não é mesmo?

Quem poderia compreender, na década de 90, o significado de uma frase que se tornou tão comum nos últimos anos: Dá um Google!

O Google não é apenas um site de busca de informações, mas esta é sem dúvida a sua função mais popular, e o hábito de pesquisar neste motor de busca mudou para sempre o comportamento das pessoas.

A transformação digital é um fenômeno em constante evolução e as novas tecnologias surgem a cada dia. No entanto, as facilidades que as novas tecnologias proporcionam podem comprometer a privacidade dos usuários.

Tanto é verdade que a nova Lei Geral de Proteção de Dados veio para proteger os usuários de plataformas online contra o uso indevido dos dados pessoais.

Aliás, algo que também era inimaginável há vinte anos, tem a ver com o valor dos dados pessoais, os dados são o ativo de maior valor na atualidade, e em muitas empresas são considerados como parte do patrimônio.

É aí que está a questão mais delicada envolvendo o Google.

Afinal, o que o Google sabe sobre você e como isso afeta a sua privacidade?

Na verdade, o Google acompanha os seus passos toda vez que você navega pela Internet. O objetivo disso é traçar um perfil por meio das suas preferências para direcionar anúncios de produtos e serviços.

Os acessos que você faz na Internet originam um histórico baseado em geolocalização e outras informações.

Você sabia que ao realizar pesquisas de voz, o histórico da sua voz também fica gravado?

O monitoramento realizado pelo buscador é amplo e envolve interesses pessoais, locais que pretende visitar, intenções de viagem, intenções de compra de produtos, quais os aplicativos preferidos e permissões concedidas etc.

Parece assustador não? É por esta razão que os dados são tão valiosos, eles permitem o direcionamento preciso de ofertas comerciais, é como acertar o alvo na maioria das tentativas.

Como fazer para preservar sua privacidade

Confira agora algumas dicas sobre como preservar sua privacidade!

Os dados de histórico podem ser eliminados para que não sejam utilizados para direcionamento de anúncios e outras atividades que podem causar a sensação de invasão da sua privacidade.

Comece eliminando o histórico de geolocalização, opte por não receber anúncios acessando as “configurações de anúncios” na “aba informações pessoais e privacidade”.

Também é possível entrar no seu histórico de navegação e excluir toda a sua atividade, assim, as pesquisas não poderão ser associadas a produtos e serviços. Da mesma forma, é possível eliminar todas as pesquisas realizadas no Youtube.

Conclusão

Caso a influência exercida pelo Google esteja te incomodando, não hesite em utilizar as ferramentas que preservem a sua privacidade ou mesmo utilizar outros motores de busca existentes no mercado. Outra opção é navegar anonimamente, isso também reduz a influência de informações coletadas, por diversos sites, como os sites de empresas aéreas, por exemplo.

Gostou de saber mais sobre a sua privacidade nos motores de busca? Compartilhe essas informações, visite nosso blog e confira nossas dicas!