A tecnologia avança a cada dia e é possível fazer quase tudo virtualmente. O mundo virtual é acessível a adultos e crianças, mas esta comodidade também preocupa os pais.

A segurança digital é um tema que deve estar sempre presente na família para proteger as crianças e adolescentes dos perigos da Internet.

A Internet se mostrou como excelente ferramenta de aprendizagem durante a Pandemia, sem ela, o déficit educacional seria gigantesco. Além disso, ela garantiu o lazer durante o período mais crítico de isolamento.

No entanto, o monitoramento dos pais é essencial para garantir a segurança dos filhos, e o desafio é não invadir a privacidade deles.

Confira algumas dicas de como garantir a segurança do seu filho na Internet

Orientação é o caminho

Orientar é sempre uma tarefa trabalhosa para os pais, pois envolve a discussão de temas difíceis de abordar. Oriente o seu filho para identificar comportamentos suspeitos e sobre a importâncias de evitá-los.

A orientação serve ainda como forma de incentivar a autonomia do seu filho ao usar a Internet, fazendo com ele desenvolva o discernimento e o senso de responsabilidade desde cedo, orientando inclusive sobre o que não deve ser compartilhado nas redes sociais.

É importante ser claro quanto aos perigos de fornecer informações pessoais ou conteúdos inadequados, frisando que no mundo virtual devem ser tomados cuidados semelhantes aos do mundo real, ou seja, selecionar muito bem com quem se relaciona.

Além disso, o comportamento inapropriado online pode trazer consequências desastrosas e seu filho precisa estar plenamente consciente em relação a isso.

Limitar o uso faz parte

A adoção de regras para uso da Internet é uma boa opção tanto para limitar a quantidade de horas considerada saudável para não atrapalhar outras atividades, como prática de esportes, interação com familiares e amigos etc. quanto para monitorar o uso naquele determinado horário em tempo real ou usando o histórico de navegação.

Dialogar sempre

O diálogo costuma ser a melhor solução para lidar com temas delicados, e em se tratando de uso da Internet por menores de idade, sem dúvida é preciso conversar com seu filho sobre os conteúdos que ele acessa. Em caso de acesso a algum conteúdo que não seja apropriado, é preciso entender a razão pela qual ele está acessando para poder orientar e apresentar alternativas, se for o caso.

Utilize a tecnologia em prol da segurança

Os dispositivos que acessam a Internet devem estar protegidos, por isso, não esqueça de instalar firewalls e antivírus em todos os equipamentos.

Os firewalls funcionam muito bem para impedir que algum malware que rouba dados acesso o dispositivo, checando se os dados transmitidos são seguros.

O uso de antivírus principalmente no celular é recomendado para impedir a contaminação por vírus ou softwares duvidosos.

Conclusão

As tarefas que os pais precisam desempenhar para educar os filhos são muitas e as vezes é difícil dar conta de tudo, mesmo os pais mais dedicados falham em algum momento nas diversas missões do dia a dia, e isso é normal, mas a Internet oferece muitos perigos, por isso preciso conscientizar seu filho sobre como se prevenir para que nada de mal aconteça.