As compras online apresentaram um crescimento de 47% no primeiro semestre de 2020 – auge da pandemia de COVID-19 no Brasil – segundo dados veiculados pela Revista Exame, representando a maior alta em vinte anos.

As pessoas costumam comprar online pela comodidade, por falta de tempo de ir a uma loja física e mais recentemente pelas medidas de restrição de circulação de pessoas visando conter o avanço da pandemia de COVID-19.

Este cenário deu origem a uma mudança de comportamento, e isso é relevante pois uma vez criado um hábito de consumo, o mercado de forma geral precisa se adaptar a ele, seja melhorando a experiência do usuário ou ampliando a oferta de produtos e serviços conforme a nova realidade.

Mas não é só o mercado que se adapta, os chamados cibercriminosos também são conhecidos pela criatividade e facilidade de adaptação a novas situações.

Aproveitando-se do crescente número de pessoas que buscam ofertas de produtos e serviços online, promoções etc., por meio de seus smartphones, tablets e notebooks, novos golpes são criados todos os dias.

Como saber que se trata de um golpe?

Os cibercriminosos costumam usar situações do quotidiano para criar golpes, evitando assim, que as vítimas desconfiem.

É muito comum o envio e-mails ou links em grupos de aplicativos de mensagens, contendo promoções de produtos muito procurados como eletroeletrônicos e eletrodomésticos.

Preços muito abaixo dos praticados pelo mercado, lojas desconhecidas e páginas de sites ou e-mails escritos com erros ortográficos são indícios de conteúdo falso utilizado para aplicação de golpes pela Internet. Fique atento!

Além disso, não faça login em contas em redes públicas não seguras e verifique se no endereço do site ou página da Internet consta o “s” após o htpp, pois isso significa que o site é seguro.

Uma modalidade de golpe que tem sido muito utilizada pelos bandidos que aplicam golpes pela Internet, é utilizar mensagens postadas em redes sociais ou sites de empresas em que o consumidor costuma realizar postagens para tirar dúvidas, fazer reclamações, solicitar serviços ou mesmo efetuar compras.

Os criminosos identificam esses consumidores e entram em contato com eles, via mensagem privada da rede social, fazendo-se passar por atendentes do estabelecimento e mencionando o assunto relatado pelo consumidor naquela rede social, e então enviam links maliciosos ou solicitam um código enviado por SMS. Este código é utilizado para invadir contas de aplicativos de mensagens da vítima.

Outra modalidade de golpe que tem sido utilizada com frequência é criação de perfis falsos em redes sociais, de lojas, hotéis, pousadas, restaurantes, cafeterias etc. nas redes sociais.

O Instagram é a rede social mais utilizada para aplicação desse tipo de golpe, pois através dela os bandidos identificam facilmente os seguidores de uma determinada conta comercial e entram em contato com eles por meio de mensagens privadas oferecendo falsas promoções de produtos e serviços com o objetivo de roubar dados.

Conclusão

Estes foram alguns dos principais golpes aplicados pela internet em compras online, e para preveni-los é preciso cuidar da sua segurança online, checando as credenciais dos sites, lendo as opiniões dos clientes, evitando redes wi-fi públicas e se certificando de que a conexão é segura.

Além disso, é muito importante não clicar em links duvidosos, não repassar códigos enviados por SMS, utilizar métodos de pagamento seguros e proteger seu dispositivo com antivírus que estão disponíveis para download gratuito.

Gostou de saber mais sobre como estar mais prevenido para realizar compras online de maneira segura? Compartilhe essas informações e visite nosso site e confira nossas dicas!