Os avanços tecnológicos nos serviços de portaria têm causado impactos positivos e negativos diante do contexto atual de segurança pública no Rio de Janeiro.

Segundo notícia veiculada pelo Jornal R7, cresceu número de invasões a residências durante pandemia, abrangendo tanto casas como condomínios.

Considerando este aumento do número de furtos e assaltos a condomínios residenciais no Rio de Janeiro em 2020, cresce também a necessidade de proteção, e para isso, as novas tecnologias são fortes aliadas.

As empresas de segurança investem constantemente para acompanhar essas inovações tecnológicas e oferecer opções cada vez mais modernas e seguras para seus clientes.

O monitoramento remoto é parte fundamental dos novos empreendimentos conhecidos como condomínios inteligentes e a portaria virtual tem sido a escolha de condomínios de médio e alto padrão, inclusive como forma de gerenciar melhor os custos com mão-de-obra.

Portaria Virtual é segura?

O reconhecimento facial do morador e o controle de acesso por biometria tornaram-se indispensáveis para reforçar a segurança de qualquer condomínio. Dessa forma, a pessoas não precisam que o porteiro autorize a entrada no condomínio uma vez que basta a inserção das digitais e seu acesso é liberado imediatamente.

A biometria pode ser usada no cadastramento das digitais dos visitantes e a instalação é fácil e rápida, basta instalar os leitores biométricos e o software para suporte no salvamento de dados.

Os colaboradores que controlam o acesso de pessoas permanecem numa central para facilitar o acionamento da polícia ou outro órgão em caso emergência.

Outro ponto importante está relacionado a forma de contratação das portarias virtuais.

A empresa responsável pela instalação e monitoramento da entrada do prédio geralmente possui empregados terceirizados, e isso por si só, tende a reduzir os custos do condomínio com contratações.

Este é um detalhe, mas que facilita, e muito, o fluxo de pessoas sem descuidar da segurança e sem sobrecarregar o profissional desnecessariamente.

Embora a portaria virtual seja uma novidade que ainda está em fase de adaptação, ela tem sido utilizada como alternativa para maior proteção contra a entrada de pessoas mal intencionadas.

Custos da tecnologia na portaria

O aspecto negativo deste cenário é realmente o custo envolvido devido ao investimento necessário para implantação dessas novas tecnologias nas portarias e nos condomínios residenciais e empresariais.

Mas afinal, será que dá para economizar e ainda estar mais protegido?

Os custos e integração da mão-de-obra e tecnologia tem onerado as contas dos condomínios, mas a boa notícia é que a tendência e a modernização dos sistemas de Internet que visam otimizar o funcionamento da portaria virtual, permitirão maior flexibilidade no controle dos gastos envolvendo mão de obra e soluções tecnológicas.

Tendo em vista que cada condomínio possui suas peculiaridades, é recomendado que a administração estude cuidadosamente as soluções tecnológicas disponíveis, planejando inclusive como seria a utilização, tanto do ponto de vista operacional, quanto em relação a custos, analisando ainda com cautela como seria a interação do sistema com os colaboradores.

Gostou de saber mais sobre os impactos do uso de novas tecnologias nas portaras? Compartilhe essas informações e visite nosso site e confira nossas dicas!